Benefícios da Música parte II

Já colocamos aqui que o BEM ESTAR proporcionado pela MÚSICA tem sido estudado por várias Universidades ao redor do mundo. Nesse texto vamos reunir 15 BENEFÍCIOS DA MÚSICA apresentados por pesquisadores da Universidade de Wisconsin e de outras Instituições:
1 – Música te faz mais feliz!
Ouvir as músicas que você mais gosta libera dopamina, a substância do bem estar! O estudo trabalhou com dezenas de milhares de pessoas e as mesmas tiveram altos níveis de dopamina liberadas no organismo durante a execução de suas músicas favoritas, causando felicidade, emoção e alegria. Os pesquisadores também verificaram que o impulso dura aproximadamente 15 minutos após ouvir a sua música favorita.
2 – Música melhora sua performance na corrida
Também foi descoberto que atletas que correram com músicas rápidas ou músicas motivacionais atingiram um melhor resultado comparado com aqueles que não ouviam música ou que ouviam música lenta. Se você quer uma maior potência na sua corrida, não esqueça da música!
3 – Música diminui o estresse
Ouvir suas músicas favoritas diminui os níveis de cortisol, logo, diminui os níveis de estresse crônico. Vale lembrar que o stress é causador de 60% de nossas enfermidades. A pesquisa ainda mostrou que pessoas que produzem música, tem seu sistema imunológico melhorado. Por isso que cantar no chuveiro sempre foi um bom remédio! ‘Quem canta seus males espanta!”
4 – Música melhora a qualidade do seu sono
Milhões de pessoas sofrem com a insônia. A pesquisa mostrou que estudantes que ouviram músicas eruditas ou qualquer outro gênero mais relaxante antes de dormir tiveram um sono muito melhor que aqueles que não ouviram música. Se você está tendo problemas para dormir, tente esta dica.
5 – Música alivia o nível de depressão
Mais de 350 milhões de pessoas sofrem de depressão e 90% delas sofre de insônia associada. O estudo observou que os sintomas da depressão diminuíram significativamente nas pessoas que ouviram música antes de dormir. A que causou melhor efeito foi a música erudita instrumental. Meditação com música erudita também faz muito bem.
6 – Música ajuda a comer menos
O estudo apontou que iluminação e música suave no ambiente fizeram as pessoas comerem menos e apreciar melhor a comida que tinham. Se você deseja comer menos, tente deixar o ambiente mais escuro e escute músicas relaxantes.
7 – Música melhora seu humor no trânsito
Muitas pessoas perdem a cabeça diante de um trânsito caótico típico de cidade grande. A pesquisa apontou que ouvir música aumenta seu humor no trânsito e, ao contrário do que muitos imaginam, também melhora sua concentração, fazendo seu comportamento ser mais seguro. No entanto, é importante observar que não estamos falando do som no último volume ou em qualquer volume que atrapalhe a audição do motorista, Ok?
8 – Música melhora a capacidade de aprender e memorizar
A pesquisa apontou que ouvir música melhora a capacidade de aprendizado e de memorização. Ainda mais se você souber tocar algum instrumento, melhorando ainda mais a performance do seu cérebro. Estudar com uma música de andamento médio/baixo é uma boa para ajudar na memória.
9 – Música melhora a recuperação pós-cirurgia
Ouvir música calma antes da cirurgia diminui a ansiedade. Outros estudos ainda indicam que ouvir música calma após a cirurgia também melhora o relaxamento do corpo, facilitando a recuperação.
10 – Música alivia a dor
Pesquisadores descobriram que a terapia com música reduziu a dor mais que tratamentos padrão em pacientes com câncer. Também observaram que a música pode diminuir a dor em pacientes de terapia intensiva e pacientes idosos com músicas da escolha dos pacientes.
11 – A Música resgata memórias de pacientes com Alzheimer
A organização sem fins lucrativos Music and Memory ajuda as pessoas com doença de Alzheimer e outras demências relacionadas com a idade a lembrar quem elas são, tocando-lhes suas músicas mais queridas. A música afeta muitas áreas do cérebro, estimulando caminhos que ainda podem ser saudáveis. Um em cada três idosos morrem com a doença de Alzheimer ou outras demências , então são grandes as chances de você conhecer alguém com esse problema. Para se conectar com os entes queridos que sofrem de demência relacionada com a idade, tente tocar algumas das suas mais amadas músicas.

12 – Música melhora a recuperação de pacientes que tiveram Acidente Vascular Cerebral (AVC)
Pesquisa da Universidade de Helsinki mostrou que pacientes que tiveram AVC e ouviram músicas que eles próprios escolheram durante duas horas por dia tinham significativamente melhor recuperação de suas funções cognitivas em comparação com aqueles que ouviam audiobooks ou não receberam qualquer material de áudio. A maioria das músicas continham letras, o que sugere que é a combinação de música e voz que reforçou a memória auditiva e verbal dos pacientes.
13 – Aumento da inteligência verbal
Depois de apenas um mês de aulas de música (em ritmo, tom, melodia e voz), um estudo da Universidade de York mostrou que 90% das crianças entre as idades de 4 e 6 tiveram um significativo aumento na inteligência verbal. O treinamento musical teve um “efeito de transferência” que aumentou a capacidade das crianças em entender as palavras e explicar o seu significado. Outra pesquisa descobriu que mulheres adultas musicalmente treinadas e crianças musicalmente treinadas superam aqueles sem formação musical em testes de memória verbal.
14 – A Música pode aumentar a performance acadêmica
Uma pesquisa mostrou que ter aulas de música influencia o desempenho acadêmico e QI em crianças pequenas. Em outro estudo, crianças com 6 anos de idade que tiveram aulas de teclado ou canto em pequenos grupos por 36 semanas tiveram aumentos significativamente maiores em QI e os resultados dos testes educacionais padronizados do que crianças que tomaram não participaram das aulas.
15 – Música mantem seu cérebro saudável na velhice
Um estudo com adultos mais idosos saudáveis, descobriu que aqueles com dez ou mais anos de experiência musical pontuaram mais em testes cognitivos do que os músicos com um a nove anos de estudo musical. Os não-músicos marcaram menor pontuação. Estudar um instrumento requer anos de prática e aprendizagem, a prática pode criar conexões alternativas no cérebro que poderiam compensar o declínio cognitivo quando ficamos mais velhos.
NÃO IMPORTA SE VOCÊ É UM ADULTO OU UMA CRIANÇA, DEIXE A MÚSICA ENTRAR EM SUA VIDA!!!
Fonte: Lifehack
Tradução: Bolívar Alencastro; Yohannes Tekle.

Comentários

comentários