conheça o decibéis do bem

CONFIRA AS AÇÕES DO PROJETO

PROJETO EDUCASOM
DECIBÉIS DO BEM

O QUE É E COMO SURGIU?

O ‘Projeto EducaSOM – Decibéis do Bem’ foi inicialmente idealizado pela médica otorrinolaringologista Dra. Lys Gondim, tendo se desenvolvido em parte durante a realização de um Mestrado Profissionalizante cuja Dissertação teve como um dos seus objetivos elaborar junto aos jovens de escolas públicas e particulares um projeto educativo em saúde auditiva que envolvesse suas práticas culturais de lazer vinculadas ao som/música. O estudo visou compreender melhor os jovens e buscar caminhos para que a educação nessa área fosse repensada, criando estratégias e meios de abordagem que fossem atrativos, interativos, estivessem de acordo com as suas realidades e fizessem sentido em suas práticas de vida! O Projeto, portanto, é uma construção integrada, de profissionais da área da educação e da saúde, com os próprios alunos/jovens para, ao mesmo tempo em que chama a atenção para os riscos decorrentes de alguns hábitos (como o de ouvir música alta durante muito tempo, por exemplo) consiga mostrar o lado bom do som, da música, como algo que também promove saúde, valorizando as opiniões, o tempo livre e as práticas culturais dos jovens, dando a eles voz e vez!

OBJETIVOS

Levar a crianças, jovens e a comunidade em geral conhecimento acerca do sistema auditivo, das perdas auditivas e seus modos de prevenção e abordagem, dos riscos decorrentes da exposição ao ruído / do ouvir música com altos níveis de pressão sonora, incluindo estratégias educativas ativas, participativas e individualizadas, sem se deter apenas no conceito de risco em saúde, mas, pelo contrário, utilizando-se das práticas culturais e da música como promotores de saúde.

PÚBLICO ALVO

Alunos de escolas públicas e particulares / EJAS e comunidade associada (família e educadores), bem como a comunidade em geral.

COMO BUSCAMOS NOSSO FAZER?

A intenção é realizar ações particularizadas para cada e em cada escola, avaliando suas próprias realidades, estrutura e especificidades, utilizando-se, quando possível, de práticas já instituídas e/ou eventos internos (como disciplinas vinculadas às ciências, biologia, acústica, física, matemática e ao meio ambiente – lembrando que o ruído já ocupa o segundo lugar no ranking mundial da poluição ambiental; jogos internos/olimpíadas; festivais de música/dança/teatro/poesia; etc) ou mesmo criando junto aos professores e alunos condições para a inserção do projeto na escola.

Abrimos mão de alguns materiais de base, tais como banners, folders, maquetes, orelha inflável gigante, protetores auditivos, até o planejamento de rodas de conversa, grupos focais, aulas ‘show’ e elaboração de videos, com participação de músicos, engenheiros, fonoaudiólogos, dentre outros profissionais da área de saúde, comunicação, TI e educação. Também contamos com algumas parcerias, como o ‘Programa Dangerous Decibels Brasil’, utilizando-se de suas estratégias educativas em saúde auditiva. Além disso buscamos atuar realizando ações para a comunidade em geral, organizando e desenvolvendo algumas atividades em locais públicos, participando e apoiando eventos mundiais de temática correlata (como o World Hearing Day (WHD) - Dia Mundial da Audição (definido pela OMS) e o Dia da Conscientização sobre o Ruído – INAD, dentre outros).

 

o que reverbera por aí

Notícias e Novidades do Decibéis do Bem

Leia mais no blog!